Xarope pode ser MUITO bom. Aliás, pode ser MAPLE-BOM!

Se tem algo que me fascina no fantástico mundo das comidas e das viagens é aprender o porquê, o como e a origem de algumas coisas. O maple syrup é um xarope que rende muitas histórias e umas boas viagens!

Esse bolo é de nozes e coloquei uma cobertura feita com maple syrup. É o mesmo bolo lá de cima. Aqui, todo coberto… huuum!

Antes de continuar vamos esclarecer que maple syrup é nome gringo. Na nossa língua portuguesa, o nome é xarope de ácer ou xarope de bordo. Acho que no mundo culinário o nome maple syrup é mais utilizado porque o produto ainda é pouco usado aqui, né não? Tudo bem que syrup é, literalmente, xarope em inglês, mas xarope é um nome que está com suas ações em baixa há algum tempo e o “índice glamuroso” dele, ai, ai. Então, aqui nesse post a gente vai seguir tratando o xarope de ácer por maple syrup mesmo. Ah, e maple, se pronuncia em português “meipou” e o syrup é algo como “cirup” (não, definitivamente não estudei letras!).

A primeira vez que provei maple syrup foi nos Estados Unidos. Lá é muito típico comer panquecas com isso no café da manhã, eu particularmente adooooroooo!!!!! Voltei pro Brasil com gostinho de quero mais. Mas, naquela época não achava maple syrup por aqui e quando achava, o preço era absurdo. Peraí, era? Não. Ainda é. Maple syrup do BOM ainda é caro no Brasil (dá-lhe impostos!). Se serve de consolo, na Europa ele também não é tão barato, não. É que esse ingrediente não é encontrando facilmente em qualquer lugar ou em qualquer época do ano.

Existem seis tipos de árvore de ácer. Pesquisa de imagem no Google Images.

O maple syrup é extraído de uma árvore: a árvore de ácer. A seiva é extraída das árvores no começo da primavera, normalmente entre março e abril. Ou seja: agora é a hora! E além de estar disponível para extração somente por um curto período, a árvore de maple gosta de lugares com o clima frio. Ela até aparecer em vários países, mas é no Canadá e nos EUA que o tipo ideal de árvore para extrair a seiva mais se encontra, principalmente na Província de Quebec (Canadá) e no Estado de Vermont (EUA). Aliás, tá planejando uma ida por aquelas bandas? Há vários tours!

Ao longo do ano você encontra maple syrup pra vender em várias lojas na América do Norte e aqui também. Agora, cuidado na hora de comprar! Conhece o ditado “quando a esmola é demais, o cego desconfia?” Pois é, se tiver muito barato, desconfie. Um bom maple syrup tem que ter no mínimo 60% de seiva de maple. Caso contrário, o produto não leva o “selo” de maple syrup, nem do Canadá, nem dos EUA. O site oficial dos produtores de maple syrup do estado de Vermont (VT), nos EUA traz uma tabela e fotos ilustrativas dos diferentes graus de pureza/ tipos de maple syrup. Você pode conferir a tabela original deles em inglês aqui, (o site deles é MUITO interessante!). Abaixo eu traduzi para o português, usando a ilustração deles. Espero que ajude!

Classificação que eu adaptei para o português do “Vermont Maple Sugar Makers’ Association and the Vermont Maple Foundation”

Tá dando pra perceber que não é a mesma coisa que mel de abelha, muito menos mel Karo, certo? O mel Karo é feito a base de milho. Eu já cai na tentação uma vez e comprei um xarope da marca americana Aunt Jemima. Pessoas queridas, não! Se você está atrás de maple syrup, eu lhe peço, não compre esse! Ele pode até ser bom, mas tá longe de ser maple surup. Tem dele pra vender no Brasil e a diferença de preço entre o xarope da tia e o original, 60% de ácer, pode chegar a quase R$ 50,00, mas o sabor, não tem comparação! Nos EUA, você pode comprar online, orgânico, por menos de R$ 40,00!!!

Quando for comprar, observem a indicação do “grade” do produto.

O preço aqui é realmente alto comparado ao preço na América do Norte. Mas, se você procurar, poderá encontrar entre 45 e 80 Reais. A última vez que comprei aqui, foi em um supermercado. Quando o Tonho viu o valor, vixe, quase teve um troço.

A história rendeu, uma amiga de comoveu e trouxe um pra mim de viagem. É esse que está aqui nas fotos: maple syrup orgânico. Valeu Fabi! Mas esse vidro não vai mais durar muito mais tempo. Algum outro candidato a me dar de presente? 😉

Maple-kisses! Ácer-beijos!

OoooPS! Esse post não seria completo se eu não desse aqui algumas as dicas extras, certo?

Então segue.

Maple na massa do bolo!!!

Quer ler mais sobre o assunto? Aqui o que encontrei na net em inglês: site canadense de produtores, produtores orgânicos do Canadá (aqui um desses orgânicos), site sobre comida saudável (ah sim, porque o maple syrup tem a mesma quantidade de calorias que o açúcar branco, no entanto tem uma boa quantidade de potássio, cálcio e outras cositas más); link do Wikipédia em inglês, o link em português é mega pobre; e mais info em português: do blog que fez um post tmb instrutivo sobre esse ingrediente mágico.

DICAS: o maple syrup pode ser usado no dia a dia nas panquecas ou como ingrediente de coberturas, bolos, recheios.

  • Guardar: depois de aberto, leve à geladeira para conservar por mais tempo. Em um desses sites em ingles há mais detalhes sobre isso.
  • Panquecas simples – minhas favoritas!
  • Bolo: tem um que era pra ser feito com melado e eu fiz com maple. Ficou ÓTIMO! Receita do All Cakes Considered. Já falei desse livro duas vezes. Quer a receita? Manda um e-mail pra mim (= Ah, a cobertura de bolo tmb é do mesmo livro 😉
  • Cheesecake: do meu site americano favorito, o Epicurious. Esse aqui é quase um pudim. Mais uma receita, esse do blog da Stef, de Brasília – cheesecake de maple, made in Brazil.
  • Vegetais com maple, do site da Nigella.
  • Porco com maple. Sim, porco!
Torre de panquecas. Quase uma tradição no meu “café/ brunch com amigas”. Ali comigo, minha amiga grega – aquela mesma que trouxe o café grego (post sobre café árabe)

28 Comments Add yours

  1. Chris diz:

    Hare Cath, eu AMOOOOO Maple, mas me recuso a pagar o que pedem aqui em terras tupiniquins, vivo, então, de caridade =)
    Aqui, você se lembrou que o símbolo do Canadá é a folhinha de Maple, né? Tá até na bandeira…

    Mega kisses,
    Chris

    1. cathvale diz:

      Oi Chris! Isso, isso: a folhinha da bandeira do Canadá! MUITO BEM LEMBRADO 🙂 São muitos detalhes, né?
      E eu também tenho vivido de “caridade”, vamos ver quem vai ser a próxima pessoa de bom coração e com um espacinho extra na mala para trazer tal presente 😉
      Beijos!

  2. tamy diz:

    Oi Cath, obrigada pela dica do site, entrei lá, mas nem tem foto!!! Hunf… aí não consegui escolher nadinha! Quanto a manteiga, ainda tem sim, sou uma pessoa comedida, ok? hehhehe

    Beijos

    1. cathvale diz:

      Já conseguiu ver, né? E quando tiver dicas de lugares com preços legais para maple, só avisar!

  3. Marcia Lobo diz:

    Hummm, pena que não provei no nosso café, poxaaaa, devia ter colocado na minha panqueca, ou seja, vou querer de novoooo.Pena que esse domingo não posso.

    1. cathvale diz:

      Aê Marcita!!! Relaxa, pode deixar que eu faço de novo SIM!
      Beijos e VALEU pela vistinha por aqui 😉

  4. Castilho de Andrade diz:

    Melhor e mais completo texto em portuguës sobre o maple syrup. Descobri que o xarope pode ser uma ótima combinação com o….cuscuz nordestino, aquele feito de farinha de milho pré-cozida. Uma boa opção de café da manhã fusion, juntando o nordeste do Brasil com o nordeste dos Estados Unidos. Parabéns pelo blog.

    1. cathvale diz:

      Olá! Fico feliz que tenha gostado do post, eu pesquiso um bocado atrás de informação. Quanto a dica de maple com cuscuz, vou testar!!!
      Abraços!

  5. Erica Kubo Brasil diz:

    Olá Cath, muito obrigada pelas informações do teu Blog, vc está de PARABÉNS pelo trabalho de informação, eu aprendi tudo o que queria. Tbem sou APAIXONAAAAAADA pelo syrup e adorei as dicas. Muito obrigada messssssmo, e qdo eu for p os USA de novo te trago um vidro com certeza, tá??
    Muito muito muito obrigada
    Bjinhos
    Erica

    1. cathvale diz:

      Olá Erica!
      Muito de nada (=
      É sempre gratificante saber que outras pessoas se interessam pelo mesmo assunto que a gente. E quando for aos EUA traga mesmo um syrup bom 😉
      Bjs!!

  6. mary diz:

    que delicia esse post…adorei

    1. cathvale diz:

      Que bom que gostou, Mary, é um dos meus favoritos 😉

  7. francis diz:

    tem maple syrup no mercado extra24hs da rua clodomiro amazonas no itaim bibi em são paulo – brasil

    1. cathvale diz:

      Obrigada pela dica Francis!!!

  8. Horácio diz:

    Gosto muito do Maple Syrup. Sempre comi nos EUA a panqueca com o da marca Aunt Gemima e adorava este xarope. Tem o sabor da América (lol). Hoje moro no Brasil e comprei um xarope maple numa delikatessem de primeira aqui de BH. Inclusive este xarope tinha um grau de pureza máximo. No entanto, prá minha decepção, não gostei. Em todas lanchonetes americanas eu comia a panqueca com o Maple de sabor igual ao do Aunt Gemima. Não entendi porque esse era tão diferente e não gostei.

    1. cathvale diz:

      Oi Horácio! O xarope da Aunt Gemina não é maple puro, mas sim xarope de milho – tipo Karo, que se chama de mel, mas não tem nada de mel. Talvez por isso você não tenha gostado do xarope que você provou, pois são realmente coisas diferentes. Em termos nutricionais, o xarope de ácer é bem mais saudável que xarope de milho 😉 Eu concordo com você, esse é para mim um sabor da América 😀
      Abrs!

  9. Vitor Moretti diz:

    onde eu compro seiva de bordo?

    1. cathvale diz:

      Oi Vitor! Não sei onde você mora, mas aqui em Brasília, por exemplo, compro em empórios, até mesmo na CEASA daqui tem. Nos supermercados não é muito comum, quando tem, costuma ser mais caro. Espero que isso já lhe ajude. (=

  10. Alexandre Gomes diz:

    Boa tarde.

    Qual seu e-mail?

    1. cathvale diz:

      Olá Alexandre! Já respondi ao seu e-mail, já viu? (=

  11. Raquel diz:

    O maple syrup aunt jemina pode não ser o dos bons como vc diz, mas pra mim é o melhor. Amo! Onde o encontro no Brasil? Obg

    1. cathvale diz:

      Oi Raquel! Não é que o Aunt Jamina seja bom ou não, ele só não é o é xarope de bordo (maple syrup), mas sim xarope de milho. É tipo o mel Karo, que não é a mesma coisa que melado, nem mel de abelha. Cada um tem seu valor, né?! Bom, mas vamos a sua pergunta: encontrei em SP em algumas lojas no Mercado Municipal. Espero que isso ajude. 😀 Abrs!

  12. Bruna diz:

    Eu quero a receita do colo e da cobertura 😁. Pode ser?

    1. cathvale diz:

      Bruna, até tirei umas fotos de todo o passo-a-passo dessa receita, mas até hoje nada. Vou ver se consigo fazer isso até março 😉

  13. Márcio Damiani diz:

    Então! acabei caindo aqui nesse blogue, porque sempre procuro o Aunt Jemima! Acho que realmente é questão de gosto! Tenho uma amiga que mora no Canadá e sempre me traz os melhore que existem por lá! Acontece que pro meu paladar nenhum se compara ao Aunt Jemima! Acho o Canadense muito amargo! Se encontrasse aqui no Brasil, mesmo sendo caro não me negaria esse luxo! Más infelismente não encontro! Tenho sempre que pedir para alguém que venha dos EUA ou do Panamá

    1. cathvale diz:

      Olá Márcio! É questão de gosto sim, concordo com você 🙂 No entanto é importante saber o que se está comendo, e Aunt Jemima não é maple, mas xarope de milho com muito açúcar refinado. Aqui no Brasil já vi pra vender no Mercado Municipal de SP, em várias bancas. Quando tiver oportunidade, procure por lá. Abrs!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s