Pode substituir nosso limão pelo siciliano? OU Como estragar a cheesecake mais fácil do mundo?

on

Houston we have a problem! Socorro que eu estraguei a receita de cheesecake que considero a máis fácil do mundo!!!! Como? Eu gosto de dizer: “é porque sou ninja. Tem coisas, que nem eu explico em mim!”

Mas eu errei feio. Admito e compartilho aqui para que você não tenha que passar por isso também. Então respondendo ao título 1: Pode substituir nosso limão pelo siciliano? A resposta padrão é “depende”. Agora eu respondo categoricamente: “se for pra fazer a cheesecake facílima do site da Nestlé, a resposta é NÃO! Por favor, não!”.

Gosto muito. Até ele me deixar na mão - humpf!

Eu já tinha feito essa cheesecake antes. Googlei um bocado, visitei váááários sites brazucas e gringos atrás de uma receita rapiDEZ e achei essa receita. Torci o nariz, achei que aquilo ali já era fácil demais e que algo com requeijão não podia ter a pretenção de querer ser chamada de cheesecake. Puro preconceito besta. Baixei a bola e pensei: vou tentar!

A receita funciona SUPER bem. Rápida, prática e uma DELÍCIA! A primeira vez que fiz a receita foi quando ganhei os limões galego. Desenterrei meu espremedor de limão da gaveta, que rendeu o post “Se a vida te dá um limão… espreme ele”. Agora fala sério: eu fiz um post sobre o limão, mencionei a cheescake e…. ERREI! Como? Como? Como?

Bom, a ninja aqui resolveu inovar. A ideia era fazer a base da cheesecake de chocolate. Passeando pelo supermercado para comprar os biscoitos, passo pela parte de frutas e lá vejo ele, o limão siciliano. Por que não?

Por que? Porque ele não deu a liga na mistura, porque ao invés de ficar um creme denso e mais pesado, tudo o que consegui foi um creme ralo, que não dava nem pra chamar de mousse. Desespero!

Percebi que ela não tava firme então não tirei da forma. Ainda assim, tentei cortar. Observe a marquinha das supostas fatias. Frustração. Depois, só com a colher mesmo.

Pesquisei mais sobre as possíveis causas e me deparei com a realidade que o limão siciliano, que não é de fato da Sicilia (Itália), mas provavelmente da Ásia, é considerado o limão mais original. Os nossos limões taiti e galego, por exemplo, são na verdade lima. Pronto: neurônios culinários entrando em parafuso!

Achei na internet algumas receitas de mousse de limão com o siciliano, dando a mesma receita de mousse do limão normal. O mesmo procedimento que nossas avós já usavam: uma lata de leite condensado, uma de creme de leite, ½ medida da lata de suco de limão. Mistura tudo no liquidificador, preferencialmente acrescentando o suco de limão aos poucos. Queria saber se as mousses de limão siciliano que seguem esse princípio ficam realmente com a consistência boa. Alguém sabe?

Olha isso! Virou um creminho 😦

Fato é que dessa vez a mistura da mousse acrescida com o requeijão não funcionou. Pelo menos não comigo. Várias pessoas me disseram depois que é porque o siciliano não é tão ácido quanto os nossos limões. Mas já achei por aí uns sites que dizem que é justamente o inverso. Humpf!

Não sei mais em que acreditar e continuo sem uma certeza. Fato é que minha cheesecake teve que ser transferida da forma para uma vasilha. Fato é que eu estraguei a base feita com o biscoito de chocolate. Fato é que o creminho ficou bom e que levei para o trabalho e o povo lá terminou tudo. Fato é que ainda vou repetir a receita facílima, da próxima vez, com os limões verdinhos e vou levar para meus colegas de trabalho. Fato é que estou devendo uma sobremesa que eles possam cortar com a faca e não tomar de colherzinha.

Beijos ralinhos de limão siciliano.

***A foto da barra ali em cima, é da forma. Como disse, estraguei o fundo de biscoito de chocolate 😦

13 Comments Add yours

  1. cristhian diz:

    Oi Cath…
    Assim… Você pode usar o limão siciliano, mas, para ficar consistente você precisará acrescentar gelatina sem sabor (eu não gosto, mas é necessário), eu costumo fazer mousse de requeijão dessa forma e posso dizer que da certo.
    Bjs… Cristhian

    1. cathvale diz:

      Oi Christian! Obrigada pela dica, mas assim como você, não gosto de usar gelatina. Não uso mesmo! Da próxima vez vou voltar mesmo pro limãozinho nacional (ou deveria dizer, lima nacional) que assim sei que funciona (=
      Beijos!

  2. dedinho diz:

    Fiquei confusa, mas quero saber a verdade! Então “limão siciliano” é de casca verde? Aquilo a que chamamos “lima” (que se usa para caipirinha!!!)? E tu fizeste com os amarelos? É que por aqui imperam os amarelos…

    1. cathvale diz:

      Hahahahaha, vamos lá! O que chamamos de limão siciliano aqui no Brasil é o “Zitrone” na Alemanha, que é amarelo, mais comum ai pela Europa. O que chamamos de limão taiti no Brasil, é o “Limette” na Alemanha, o que é tradicionalmente usado para fazer a caipirinha.
      Eu usei os amarelos, o Zitrone, que impera por ai. Não funcionou 😦 Mas já tinha feito antes com um outro tipo de Limette e aí sim, dá super certo. Pode tentar que eu garanto 🙂
      Tudo esclarecido? Pode testar a receita 😉

      1. dedinho diz:

        Bem me parecia que era isso! O vosso limão taiti (“Limette”) é para nós a lima 🙂
        Obrigada!

      2. Janieide diz:

        bom dia! entrei aqui pois minha receita era para usar limao siciliano e eu nao tinha e precisava saber se podia usar o nosso verdinho do dia a dia. Usei e deu super certo. obrigada Jane
        ah! a receita foi um Naked Cake de chocolate com creme de limão siciliano (que troquei) receita da revista manequim deste mês.

      3. cathvale diz:

        Oi Jane! Que legal que o post lhe ajudou 🙂 O nosso limão é mais ácido mesmo e funciona até melhor para fazer cremes sem precisar de gelatina. E um naked cake com esse creme?! Deve ter ficado ótimo (= Bjs!

  3. Chris diz:

    Pois é, Hare Cath!
    Acho que é um problema de tradução, viu? Sempre vejo os programas da Nigella e do Jamie e eles sempre falam ‘lemon’, usando o limão siciliano… Quando o negócio é com o tahiti, eles dizem ‘green lemon’ ou um outro nome que não me lembro.
    O Siciliano é mais suave, menos ácido, tem que usar moooooitos Zitronen para ter o mesmo efeito 😉
    Também já entrei pelo cano com um “tagliatele al limone” ha séculos atrás quando tasquei limão tahiti no molho e ficou um azedume só… =P

    Mas faz parte, com certeza, ficou DEZlicioso.

    Beijocas,
    Chris

    1. cathvale diz:

      Hare Chris!
      Ai Chris, quisera que que tivesse sido tradução, foi falha da produção mesmo – da minha própria! Agora o molho com o azedume… virge, imagino! Pelo menos a minha ficou doce e assim, tudo fica bom, né?
      Bjs!

  4. Luciana diz:

    tooow aquiiii!

    1. cathvale diz:

      Aê! E não suma mais 😉

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s