Trufas negras – iguaria natural e sem igual

Antes de embarcar para Europa em abril de 2011 eu cismei: quero provar trufas. A gente vai se envolvendo na gastronomia, nas viagens, vai lendo mais e descobrindo que tem muitas receitas, muitos sabores ainda para provar. A trufa era um desses sabores. Antes da viagem li um bocadinho a respeito e procurei me informar bem sobre onde encontrar, já que não era “estação de trufas”. Já perceberam que não estou falando de trufas de chocolate, né? Essas já comi várias – boas e ruins. Não. Eu queria provar a trufa de verdade: o fungo, ou como gosto de dizer, a prima-rica do champignon.

Pote com trufas negras

E o que são trufas?

Mas afinal, o que são trufas e por que diachos são tão especiais – e caras? Bom, trufas são especiais e muito caras porque são raras. Existem há séculos. Em 1600 a.C já tinha gente comendo túberas (trufas) mas ainda assim, elas são raras. Não são encontradas aos montes nem em qualquer lugar desse nosso mundão.

Existem dois tipos: a negra e a branca. A branca chega a custar cinco vezes mais que a preta e é típica da Itália. A trufa negra é mais “comum” e as melhores são da França. As danadas ficam enterradas na terra e para encontrá-las, o bicho homem, que não é besta, tratou logo de treinar uns cachorros e até porcos, para encontrá-las. A principal característica das trufas é o aroma. As bichinhas exalam um perfume fenomenal!

Pronto, isso resume as trufas. Fui para Paris cheia de teoria e um endereço: Maison de La Truffe (o site vale uma visita). Confesso que não sabia se teria coragem de entrar no local ou mesmo de comprar algo. Temia que fosse tudo caro demais e fresco demais. Estereótipos derrubados. Oba!

O restaurante e a loja são super tradicionais e funcionam lá desde 1932. Ao entrar fui recebida pelo aroma e pude comprovar que de fato é um perfume fenomenal, que muito me agradou. A lojinha é uma graça e para minha surpresa tem tudo e mais um pouco feito de trufa: massa, queijo, manteiga, azeite, licor, sal e até macarron. E claro, trufas, muitas trufas para vender!

O restaurante estava já com a cozinha fechada, mas isso não foi empecilho para poder, enfim, provar a tal iguaria. Pedi um “simples” sanduíche de trufas negras com camembert e saladinha, finalizado com manteiga de trufas. O adjetivo simples é relativo. Antes de pedir o sanduiche eu fucei os produtos, provei algumas coisinhas, incluindo o tal licor. Uma cortesia do nosso atendente, o Amin. Amin tornou aquela experiência toda ainda mais especial. Me deixou tirar fotos, abriu o potão com umas trufas negras enormes para eu ver de perto e cheirar.

No local, ainda encontramos um casal de brasileiros com quem ficamos papeando uns bons 15 minutos. Tudo muito, muito agradável.

Amin ali no canto, preparando meu sanduíche gourmet
Amin ali no canto, preparando meu sanduíche gourmet

E os preços? Os preços são altos. Potinhos de trufas de menos de 100gr que chegam a custar 80 Euros, dependendo do tipo e da conserva. Ela ao natural, então: u-lá-lá. O mesmo no cardápio: pratos caros e outros nem tanto. Você pode comer bem com 25 Euros ou com 90. É a democracia da trufa.

Eu provei a trufa negra, que aprendi que diferente da branca, é servida em maior quantidade e normalmente cozida, enquanto a branca é consumida em pouquíssima quantidade e crua.

Provei, comi e gostei muito. O que achei mais diferente foi  o sabor que fica na boca no final, é quase como se você tivesse comido um perfuminho e aquilo ficasse na boca após a refeição. O aroma fica por um bom tempo no guardanapo, nos dedos, na boca.

Para casa, como souvenir, trouxe um sal trufado e um carpaccio de trufas negras. Decidi não trazer azeite por várias coisas que já tinha lido aqui e continuando aqui e, no blog da Sudbrack – a chef Sudbrack, diga-se de passagem é quase uma “embaixadora” das trufas brancas no Brasil, sempre que estão em estação, ela traz da Itália para servir no restaurante dela no Rio! (2014 ela postou altas fotos!)

Já abri tudo e fizemos aqui um risoto de trufas negras, sensacional!

Carpaccio de trufas negras - fatiei tudo para preparar o risoto
Carpaccio de trufas negras – fatiei tudo para preparar o risoto

Tava nervosa, porque não podia me dar ao luxo de errar nada. Acertamos, eu e Fabi. Nosso risoto podia até ter ficado um pouquinho melhor. Esse pouquinho foi compensado pelo aroma das trufas.

Tudo delicioso!

Sigo com gosto de quero mais.

Beijos trufados!

Nota de 2014: sigo apaixonada por trufas negras. Em casa, uso sal trufado para fazer ovos – fica maravilhoso! Em 2012 passei por Paris e dei um pulo na Maison de la Truffe de novo 🙂

*A foto em destaque no cabeçalho não é minha, foi retirada de uma revista online francesa, Luxury Style.

21 Comments Add yours

  1. cristhian diz:

    Trufas né? Que delicia, eu quero.

    Esperimenta com ovo frito, fica ótimo (pelo menos a Branca, não sei a negra).

    Bjs…

    1. cathvale diz:

      Oi Cristhian! Adoraria experimentar logo agora um ovo frito com trufas, mas onde comprar e pagar um preço não exploratório por aqui? Isso vai ter que esperar mais um pouco. Nada não, espero pacientemente e vou provando outras coisinhas. Novidades não faltam, ainda bem (=
      Beijos!

      1. cathvale diz:

        Christian, resolvi seguir tua dica, bom, em partes. Não experimentei ovo frito com trufas, mas com o sal trufado e cebolinha. É MUITO BOM!!!!!!!!!!!!!! Valeu pela inspiração (= Beijos!

  2. Fabiana diz:

    Garota, o post ficou maravilhoso! E, para quem nunca experimentou, que fique com água na boca. Me sinto uma privilegiada por ter participado da feitura do risoto (bem, só piquei as danadas, o resto ficou por conta da chef Catharina) e, claro, de ter finalmente provado essa maravilha! Ai, como dói não ser rica!

    1. cathvale diz:

      Feliz que você gostou. Agora dizer que eu fiz o risoto só é brincadeira, né? Fizemos JUNTAS!
      E sim, de quando em vez, dói não ser rica, hahahaha.
      Bjs!

  3. tamy diz:

    Delícia!!!! Trufas vão bem quando o bolso está bem né??? hahhahaha Arrasou Cath!!!! Beijos

    1. cathvale diz:

      Adorei, Tamy: Trufas vão bem quando o bolso está bem (=

  4. Neyla diz:

    gente ocisa é outra chique…. quando tiver trufa de novo na sua casa, me chama… juroq ue pago meu prato, kkkkkkkk

    1. cathvale diz:

      Hahahahaha tá bom, avisarei. Mas vai demoraaaaaaaar (=

  5. Luciana diz:

    Ai, cunhada tu é a cara da riquezaaaaaaaaaaa! Vai, viaja e me conta tudo(que eu me ralizo por ti) Bjs

    1. cathvale diz:

      Hahaha, a cara da riqueza, é? Só se for dos emergente, hahahahahaha! Mas pó dexá, se depender dos Tonhos, vamos continuar viajando sempre!
      Bjs!

  6. Vick diz:

    Tem uma marca uruguaia, El Gaucho, que vende trufas negras em conserva baratinho. Não são essas trufas finas, são diferentes, se parecem mais com um cogumelo escuro, mas são deliciosas e bem “populares”, qualquer super no Uruguai tem, até em super no Brasil ou lojinha de importado se encontra. Bom é que dá pra usar à vontade, em molho pra massa, até em sanduíche com queijo brie!
    Vale experimentar essas “trufas de pobre”, hehehe!

    1. Vick diz:

      Correção: o nome da marca é “Del Gaucho”, no site tem os distribuidores no Brasil, não sei em que cidade vives, eu compro direto quando vou ao Uruguai ou em Rivera, aqui no RS é bem fácil achar!
      http://www.delgaucholaolla.com/productos.php?language=es&seccion=especialidades&categoria_producto=especialidades

      1. cathvale diz:

        Olá Vick! Que dica legal!!!! Pena que no site deles não tem preço. Vi que tem um novo distribuidor no Brasil, em Floripa (http://www.herboliv.com.br), vi a trufa, mas também não tem preço. Mas agora tô SUPER curiosa para experimentar. E vamos logo mudar esse “trufas de pobre” para “trufas alternativas”, hehehehehe, que achas? Bom, vou ver se acho um jeito de comprar aqui por Brasília ou se arrumo um jeito para mandar para cá.
        Adorei a dica mesmo – obrigada!

  7. Dolores lima diz:

    Que lindo fiquei muito feliz em saber que alguem batalhou para esperimentar uma iguaria como esta, eu como amo a gastromonia pretendo conhecer essas grandiosas truffas.Estou ansiosa e sei que vou realizar,e quando se ama a gastronomia,so agente sabe o verdadeiro valor das iguarias e aromas.

    1. cathvale diz:

      E que bom que mais alguém gostou de saber dessas coisas (= É sempre um prazer saber que as informações do Utensílios são úteis 😉 Torço para que você possa em breve conhecer essa iguaria. Bjs!

      1. Camilla Pinho diz:

        Vi numa loja na Vila Nova Conceicao aqui em SP. Na Rua Afonso Bras, chama-se Marie Madeleine. Fiquei curiosa por essa trufa…vale a visita! Diferenciado lugar! Yumi!

      2. cathvale diz:

        Valeu pela dica, Camilla, próxima ida a SP, vou visitar o lugar 😉 Bjs!

  8. Nossa… AMO trufa. Amo.
    Aqui às vezes encontro no supermercado e, nham nham, ficam deliciosas em qualquer coisa!
    Agora esse ‘carpaccio’ ainda não conhecia, vou procurar nos mercados gourmet!
    Beijos

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s