SUDcesso! Curso T&D da Roberta Sudbrack

Sudbrack_NosTres
Ao final. Cansadas e FELIZES!

O curso da Roberta Sudbrack é chamado “Teacher and Dinner” ou T&D (que quer dizer: “Professora e Jantar”), mas pra mim, podia se chamar algo mais longo e poético como: cooking and making a dream come true! (cozinhando e tornado um sonho realidade). Na aula com ela você realiza vários sonhos culinários. Você se realiza ao ver que é capaz de executar pratos maravilhosos, com super qualidade e apresentação, você torna real aquela vontadezinha escondida de saber como é a cozinha de um restaurante renomado, você vira um verdadeiro auxiliar na cozinha e aprende rápido a trabalhar em equipe, você torna real o sonho de cozinhar junto com uma das melhores chefs do Brasil e ainda ser aplaudido por ela! Gente, é show! É SUDrreal é a Roberta Sudbrack!

Planejei com antecedência minha participação no curso. Não é barato e o dia da semana também não é dos melhores, pois é sempre em uma 2ª-feira, a última do mês. O preço, bom, dizer que é caro é relativo, por isso opto por “não é barato”, pois R$ 370,00 é mais da metade de um salário mínimo, mas é praticamente o mesmo valor de um workshop na Le Cordon Bleu, só que com muito mais ritmo e graça. Se já tinha ido até Paris para um workshop, uma viagem ao Rio não seria grande sacrifício, não é mesmo?

sudbrack_jantar
Tudo pronto. A comida estava a caminho e a chef também

O conceito e o menu

O conceito é simples: você entra as 15hs, aprende a fazer cinco pratos que vão compor o menu do seu jantar, presta atenção nas dicas da chef e pronto, faz uma pausa para um lanchinho e espera a hora de colocar a mão na massa. A chef divide a turma em grupos e seguimos sob a coordenação de alguém da Sud-equipe. Voltamos para a cozinha dela, que antes estava tomada por cadeiras e lembrava uma sala de aula. A volta após o lanche deixa claro que a aula acabou e agora a cozinha é nossa!

sudbrack_do twitter da chef
Trabalho de equipe. Chef do twitter da chef Sudbrack. Ali no meio, sou eu, com a faca na mão – pense!

Nosso cardápio cinco estrelas foi:

Amuse-bouche

  • Aspargos croustillants

Entradas

  • Salada de feijão branco e atum confit
  • Risoto amanteigado de cogumelos

Prato principal

  • Franguinho de leite assado com ervas frescas
  • Batatinhas assadas no sal grosso

Sobremesa

  • Panquequinha de doce de leite e farinha de pistache

Você só descobre o menu do jantar uma vez estando lá. Isso tornou a experiência toda ainda mais animada para mim, que sou vegetariana. Mesmo que esteja me reaproximando de peixes, eu não me aventuro por qualquer água. Surpresa ótima para mim. A chef foi super respeitosa e não somente substituiu o caldo não-vegetariano do risoto por um caldo de legumes, como ela preparou para mim um risoto especial como prato principal. Não tinha como não me sentir especial. O risoto ainda tinha alcachofra, que a-d-o-r-o!

sudbrack_colher
Todos ganham uma colher de madeira, que a chef autografa na hora. A minha já está na minha cozinha, em devida companhia.

Música e tropeços na mousseline

Foram horas na cozinha da chef e na companhia dela. O ambiente na cozinha? De correria, de calor, de equipe, de música! Sim, na cozinha da chef Roberta Sudbrack tem música! Nem preciso dizer que me senti em casa. Especialmente quando tocou Mama Look-A Boo Boo, do Harry Belafonte. Totalmente a vontade, fazendo minhas coisinhas e cantando. Fingindo que não tava estressada, dava uns golinhos no espumante. Siiiim, além de música, rolou um espumante já na reta final.

Mas nem tudo foram flores. Nosso grupo de quatro – eu, Bianca, Alan e, minha amiga-chef-nutricionista, a Tamy, aqui de Brasília – era o grupo responsável pelo amuse-bouche. Ah sim, amuse-bouche é, normalmente, servido antes da entrada e se diferencia desta porque é uma porção pequena, que não é apresentada no menu, pois é uma oferta do chef e escolhido por ele. Seria algo como “divertimento da boca”, uma explosão de sabores que abre a experiência que vai iniciar.

O nosso amuse-bouche, o aspargos croustillants, era um aspargo envolto em massa filo, besuntado com manteiga e acompanhado de uma sauce mousseline, finalizado com flor de sal e ervas frescas. Ai, a sauce mousseline, que é um molho holandês incrementado com creme de leite. Ai, como deu trabalho. Ai, a primeira tentativa desandou. Aaaaaiiii! E como em cozinha real você tem que improvisar e se virar, nós tivemos que fazer tudo de novo! Tive a honra de bater o molho à mão, com o apoio moral do grupo e da chef, que dizia “vai, continua, falta pouco. Tá ficado lindo.” Ufa! Suei muito, mas o resultado foi confortante, sem dúvidas 🙂

sudbrack_aspargos prontos
No final, deu certo e ficou bom!

Quer ir? Vá!

Ao final, nos sentamos todos à mesa, somente o grupo responsável pelo “prato da vez” é que vai pra cozinha, para finalizar cada prato. Sim, quase 30 pratos individuais, todos preparados por nós. Uma vez servido, cada grupo recebe os aplausos da chef e do grupo todo. Brindamos à noite com bons vinhos, muita conversa e boas gargalhadas.

Se você está começando a considerar a ir, visite o site do curso, acompanhe uma das aulas dela pelo twitter. A chef Sudbrack é twittera de carteirinha! Olhe no calendário e deixe a próxima última 2ª-feira do mês reservada. Durante a aula ela vai twitando tudo, inclusive com fotos! Ah sim, e se informe, aqui um artigo de 2005.

Agradeço a Tamy pela companhia e a chef Roberta Sudbrack, de coração, por ser tão tranquila e acolhedora. Espero poder voltar lá em breve. E espero que ela, Roberta, dê um pulo em Belém em breve, para conhecer as riquezas de lá. Se ela quiser guia, eu estou à disposição desde já!

Um SUD-abraço!


sudbrack_crepe derretendo
Pra fechar com chave de ouro uma sobremesa perfeita!


14 Comments Add yours

  1. tamy diz:

    ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ… muito bom o post Cath!!!!! Adorei… e já que nossos maridos não nos acompanham nessas empreitadas e principalmente a uma viagem ao Rio. Acho que essa será uma viagem oficial de Cath e Tamy… heheheheh Beijos

    1. cathvale diz:

      Com certeza, Tamy: essa foi sim uma viagem nossa 🙂
      E olha, fiquei com gostinho de quero mais. E quem sabe na próxima, arrastamos os maridos 😉
      Beijos!!!

  2. Samea diz:

    Imagino como ficaste a vontade quando te deparaste com FLOR DE SAL! O post tá show, até eu, que prefiro a condição de gourmet, fiquei com vontade de me aventurar na cozinha.

    1. cathvale diz:

      Hahaha, sou agora íntima da flor de sal 😛 Mas gostei mesmo de saber que ficaste até com vontade de se aventurar na cozinha, uma hora de arrasto para o T&D 😉 Beijos!

  3. Adorei a sua descrição deste dia tão especial. Já fiz o T&D seis vezes e cada vez é uma experiência maravilhosa. A Chef realmente é especial e a Sudequipe super agradável com todos nós que estavos invadindo a cozinha dela.

    1. cathvale diz:

      Olá Kátia! Nossa, seis vezes? Quem sabe chego lá… O diacho é que morando fora do RJ fica mais complicado – mas longe de ser impossível, né? Eu disse que a vontade de voltar é maior do que era a minha vontade de conhecer. Gostinho danado de “quero mais” esse que ficou! Beijos!

  4. Neyla diz:

    amiga, você é muito chique! e aí, o tonho já jogou fora tua flor de sal? kkkkk certeza que ia ser motivo de dormir uma semana no sofá, e vc ainda romperia comigo por ser atora da idéia, hehe.

    vc é muito chique gata! se um dia enjoar do alemães, pode até começar a fazer jantares em casa, tipo, chame o chef pra fazer o seu jantar… olha que rola, hein!!! se eu tivesse uma casa decente e vc topasse já iria até te contratar pra isso fim do mÊs quando minha mamily virá, rs

    bjs amiga!

    1. cathvale diz:

      Hehehehe, fazer jantar na casa dos outros? É uma, né? O diacho é aprender a trabalhar na cozinha dos outros, aprender a controlar o tempo…. Quem sabe um dia 😉
      Beijos!!!

  5. Thays diz:

    Caracassss! Vi a chef esses dias na Ana Maria Braga! Não que a Ana Maria seja chique, mas pÔooooo que morallll vc e a Thamy, hein!!! Cath, me convida pra comer na sua casa?! (wood face)

    1. cathvale diz:

      Thays-wood-face, hahahaha,
      Se tô com moral eu não sei, mas que eu fiquei feliz-alegre-e-satisfeita, ahhhh fiquei 🙂 e eu até chamo você pra comer aqui em casa, mas não pode esperar esses pratos todos 😛 Eu tô me batendo pra saber quando vou arrumar tempo para fazer parte para o Tonho, mas uma hora sai!

  6. Cath, que delícia esse curso! Fiquei fascinada com o menu! Estive no restaurante há uns dois meses com a Adriane Pinhate e o marido Bruno, aí de BSB também. Amei a consistência do pargo, que derretia na boca! Pena que não nos encontramos, mas quem sabe vcs vem ao Rio novamente????? Um grande beijo e adorei ver as fotos dos bastidores e dos pratos!!!!!

    1. cathvale diz:

      Pois é, Kátia, o curso com mesmo um SUDcessdo e, no que depender de mim e do gostinho de quero mais, voltarei ao Rio sim! E você, aproveite que está ai e, quando puder, faça o curso, mesmo que a gente não vá fazer toooooodo o menu em casa, a experiência ficará guardada como a melhor recordação 🙂 Beijos!!!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s