Tecnologia alemã facilitando seu consumo de maçã

Depois do resultado da Copa de 2014 o cartaz da Alemanha está em alta. Eu, que tenho cá um chamego com aquele país, acho isso maravilhoso. Vários dos meus utensílios aqui apresentados trouxe de lá, algumas receitas e até temperos que apresentei aqui: tudo alemão! Assim, seguindo a tradição e aproveitando a onda de curtir e conhecer mais de perto a cultura alemã, trago aqui uma receita típica da antiga Alemanha Oriental e um utensílio bem original. O Apfelschäler reflete um pouco do estereótipo de tecnologia, praticidade e qualidade nas coisas que os alemães fazem. É um descascador, fatiador e destrinchador de maçãs.

DescascadorMaca_VistaCima

Normalmente, os alemães consomem muita maçã. Tem muita por lá. É no quintal de casa, nos campos distantes, no pomar do vizinho. Sempre, sempre tem! E isso afeta, claro, na culinária. Seja na papinha de maçã servida com carne, na maçã cozida junto com repolho roxo (esse eu amo!), ou nos variados doces e drinks, eles fazem um tudo com maçã. Adoro!

DescascadorMaca_MacaVerde

Bom, para facilitar o uso da maçã há algumas engenhocas no mercado, das quais a minha favorita é o tal do Apfelschäler, ou simplesmente descascador de maçã. Aprendi a usar aqui no Brasil, há 5 anos, por intermédio de uma amiga alemã. Quando vi, logo quis um pra mim! Meu sobrinho adorou também e comprei um pra ele. Hoje, quem adora é minha Chef-mirim, a Isabel. Fica impressionada vendo a engenhoca funcionar.

A nosso favor, temos o preço, pois nem é tão caro assim, custa por lá menos de 20 Euros (menos de R$60,00, em 2014), pena que nunca vi para vender aqui no Brasil. Aliás, fora da Alemanha, vi uma vez numa loja em Paris e só. Pensando bem, nem mesmo na Alemanha o encontro em fartura nas prateleiras. Quero acreditar que é porque vende rápido e não porque se parece com um aparelho medieval, hehehehe.

DescascadorMaca_MacaVerde_Rodelas

O bichinho não é bonito e assusta a primeira vista, eu reconheço, mas depois da primeira demonstração, você se apaixona. Em segundos você terá suas maçãs descascadas de forma delicada, fatiada e sem o miolo. Prontas para serem consumidas ou para serem utilizadas nas tantas receitas que existem.

Recentemente, vi um vídeo do site Handimania, aqui no Brasil divulgado pelo Catraca Livre, uma ideia para descascar maçã rapidamente: pegue uma furadeira, um pino e um descascador! Quando vi o vídeo na hora pensei: meu descascador medieval é bem mais moderno que isso aí 😀

DescascadorMaca_Acao_MacaRedDe acordo com o site Rosenstein & Sohne, produtor do artefato, o descascador de maçã pode ser usado também para pêra (já testei e funciona!), para batata (mais de 3 anos usando o meu e nunca pensei em testar), e rabanete (outra paixão alemã).

DescascadorMaca_Acao_MacaRed_Dedinho

Apesar da aparência de máquina de marcenaria, o descascador além de fácil de usar, é também fácil de limpar. Sob água corrente com uma escovinha e pronto (“und fertig”, como dizem os alemães).

DescascadorMaca_MacaRed_Finished

E aí, animou para encomendar um também? Quem sabe na próxima viagem para Europa ou quando aquele seu novo amigo alemão vier lhe visitar? Hehehehe. Alguém por aqui já usou, viu ou ouviu falar desse utensílio? Quem comprar, compartilha com a gente?!

DescascadorMaca_Acao_MacaRed_Nhac

Receita tradicional para usar a engenhoca

Para finalizar a receita com as maçãs lindamente descascadas e fatiadas. Uma receita que traz também um bocado de história, pois é tradicionalmente da DDR, da antiga Alemanha Oriental.

DescascadorMaca_TortaAltBerliner_PreparoA Alemanha era dividida em duas até 1989, um lado era capitalista, a Ocidental, outra era Socialista, a Oriental, chamada em alemão de DDR – Deustche Demokratische Republik. Berlim, quando aconteceu a divisão, logo depois da 2ª Guerra, ficou do lado Ocidental, mas pela sua relevância política, foi divida entre os dois lado e assim passaram um muro na cidade, o famoso Muro de Berlim.

DescascadorMaca_TortaAltBerliner_Inteira_AntesdeAssar

A cidade de Berlim é famosa pelos seus contrastes. Até hoje é um prato cheio para entender melhor a história e apresenta uma culinária que reflete diferente épocas da sua história.

DescascadorMaca_TortaAltBerliner_Inteira

Sobre a receita, é de um dos meus livros favoritos de bolo, o DDR Backbuch, da editora Komet, que ganhei de uma amiga na última vez que estive pela Alemanha, em 2013. O livro conta um pouco sobre os aspectos da culinária da época, dos produtos e das tradições. A receita chama-se Altberliner Apfelkuchen, Torta de Maçã da Berlim Antiga (é com Mürbeteig, um tipo de massa pobre). Um amigo meu que era do lado de lá viu a foto da minha torta e disse que só faltou um creme batido para servir. Outra colega alemã da antiga DDR que mora aqui, provou, aprovou o sabor e disse que a mãe dela fazia com a maçã batida tipo papinha. Quem sabe da próxima vez tento assim?!

DescascadorMaca_TortaAltBerliner_Fatiada

# Utensílios:

  • Vasilha
  • Colher para medir e mexer
  • Balança medidora
  • Forma redonda grande, 26 cm, aro removível (se for usar uma menor, considere fazer duas tortas, se for pouca coisa menor, ficará mais altinha, como a minha)
  • Rolo de abrir massa
  • Ralador para limão
  • Faquinha para ajudar na modelagem das tirinhas
  • Pincel culinário (se não tiver, pode usar os dedos)
  • Peneira para açúcar de confeiteiro (opcional para servir, dessa vez, não usei)

DescascadorMaca_TortaAltBerliner_FatiaServida

# Ingredientes:

  • 200 gr de açúcar refinado
  • 200 gr de manteiga sem sal (ou margarina – eu prefiro manteiga)
  • 3 Ovos
  • 300 gr de farinha de trigo branco
  • Casca ralada de 1/2 limão siciliano (usei de um limão siciliano)
  • 1 kg de Maçã (usei 900 gr da maçã vermelha e pesei antes de descascar)
  • 2 colheres de sopa de suco de limão siciliano
  • 50 gr de passas, sem semente
  • 2 colheres de sopa de rum
  • Açúcar de confeiteiro para polvilhar ao final

# Preparo:

  1. Misturar 100 gr do açúcar refinado com a manteiga e acrescentar dois ovos. Na sequência, agregar o trigo com as raspas do limão. Pode começar misturando com uma colher, depois trabalhe a massa um pouco com as mãos e forme uma bola. Cubra com um plástico e deixe no frio por pelo menos 30 minutos (as vezes levo para geladeira, só não deixe muito tempo, pois a massa pode ficar muito dura).
  2. Descasque, tire o miolo e fatie as maçãs. Se fizer isso manualmente, corte as maçãs em fatias finas. Molhe as fatias com suco do limão – isso evitará que fiquem escuras. Reserve.
  3. Coloque as passas de molho no rum e reserve.
  4. Depois de meia hora, quando for montar a torta, pré-aqueça o forno a 200ºC.
  5. Arrume 2/3 da massa numa forma de 26 cm. A receita diz para abrir a massa com o rolo e depois colocar forma, eu prefiro arrumar a massa com os dedos, diretamente na forma. Faça a borda mais alta, para acomodar o recheio.
  6. Arrume as fatias de maçã sobre a massa, depois coloque as passas e polvilhe o restante do açúcar (100 gr) sobre a mistura toda.
  7. Abra o resto da massa sobre uma superfície, cerca de 1 cm de altura, e corte com uma faquinha algumas tirinhas. Arrume as tiras sobre a torta, finalizando a tirinha com a borda – aperte um pouco a tirinha contra a borda. (dá pra ver que minhas tirinhas não tinham a mesma largura, nem o mesmo tamanho. Coisa minha mesmo).
  8. O ovo que sobrou é para separar a gema e pincelar sobre as tirinhas.
  9. Leve para assar por cerca de 45 minutos. Depois que retirar, espere esfriar antes de servir. Retire da forma e polvilhe com açúcar de confeiteiro (opcional). Dica para servir: com creme batido ao lado de cada fatia, ou com sorvete de baunilha.

 

Beijos de maçã fatiada!

6 Comments Add yours

  1. Sayonara diz:

    Nossa, esse negócio é muito legal. Eu descobri que dá pra comprar pelo ebay!

    1. cathvale diz:

      Se comprar, conta depois sua opinião (=

  2. Cyntia diz:

    Será que dá para cortar curly fries com este utensílio?

    1. cathvale diz:

      Cyntia, existem utensílios próprios para as curly fries, mas acho que com esse dá para fazer algo parecido sim, até porque existem versões de curly fries com as batatas sendo cortadas com o descascador de batatas! Ainda vou tentar e te conto! Bjs!!!

  3. Luemi Teixeira diz:

    Aqui em casa somos fãs de utensílios alemães. A melhor aquisição que fizemos, sem dúvida alguma, foi a Thermomix (usamos o modelo TM31) da Vorwerk. Ela é panela de pressão, triturador (tritura carnes congeladas melhor que qualquer moedor de supermercado), liquidificador, batedeira (faz claras em neve perfeitas), balança e até mesmo forno. hahaha Faz tudo! Minha irmã utiliza ela pra fazer uma lasanha com molho bechamel e pão por cima ma-ra-vi-lho-sa.

    1. cathvale diz:

      Conheço a Thermomix tmb, mas não tenho uma (ainda?!). Tenho amigos que quando fizeram a reforma da cozinha, deixaram a máquina em lugar de destaque, em um cantinho todo especial 🙂

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s