Comida é cultura, é amor: fui ali dar um curso de culinária e voltei transformada

Alimentar-se melhor requer mudança de hábito, força de vontade e, acima de tudo, oportunidade e acesso à informação. Foi com muita honra que pude contribuir um pouco com as mães do município de Paragominas, no interior do Pará, dando o curso Comida caseira: de mãe para filho, para toda a família. O curso foi oferecido à mães da região, que são assistidas pela Secretaria Municipal de Assistência Social – SEMAS, com o objetivo de contribuir para melhoria da alimentação das famílias, apresentando receitais práticas, de simples execução, com ingredientes encontrados no mercado local, a preço acessível. Um grande desafio! Bom, eu adoro desafios e aceitei esse para começar o ano com força total na cozinha!

CursoPGM_007
Foto da Semas, Paragominas/ PA. Iniciando nosso bate-papo com a mão na massa e sorriso no rosto!

Essa oportunidade só me deu mais certeza do poder e da importância da comida. Comida é cultura, é história, é amor, é cura. Amo cozinhar e é sempre um prazer repassar o que sei, trocar conhecimento. Essa foi uma das experiências mais gratificantes que já tive, pois tocou num ponto social da comida.

Bem longe dos holofotes, dos “raios gourmetizantes”. Bem perto de quem precisa de amparo e que muitas vezes é esquecido pela nossa sociedade. Foram duas turmas para mães que são atendidas pela SEMAS, por meio dos Centros de Referência de Assistência Social – CRAS (programa do Governo Federal, Min. do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS), de Paragominas. A noite, tivemos ainda uma turma extra para algumas mães e parte da equipe do Projeto Juquinha (eles tem Facebook e Instagram @projetojuquinha – confiram!).

Foram três aulas seguidas, em uma cozinha sem refrigeração, na Amazônia. Estava bem cansada quando entrou uma turma animada, mães de crianças com necessidades especiais, colaboradores desse lindo Projeto, na expectativa pela troca de experiência. Em segundos, o cansaço deu lugar ao ânimo, e a jornada que se iniciou as 7h, em uma cozinha estranha e um fogão industrial, terminou mais de 22h, com um sorriso largo no rosto e grandes trocas de abraços. A cozinha tem mesmo um poder transformador!

Teve também entrega de certificado para as mães
Teve também entrega de certificado para as mães

Cardápio de acordo com a realidade

O cardápio foi pensado para ser prático, financeiramente viável e que focasse em pequenas mudanças de hábito rumo a uma vida familiar mais saudável. Entre uma receita e outra, em clima de bate-papo na cozinha, falamos sobre os excessos de sal e açúcar na nossa alimentação. Falamos sobre os rótulos dos produtos e sobre os benefícios que o acesso a informação nos proporciona. Não é da noite para o dia que vamos derrubar o mito de que o mingau é essencial para o crescimento de um bebê, mas ali foram plantadas boas sementes.

CursoPGM_002Juntas preparamos o versátil molho de tomate: uma panela, muitos nutrientes. Juntas preparamos e comemos pizza (da foto acima) e juntas vimos que aquele macarrão instantâneo (miojo e imitações) não é um alimento tão legal. Apresentar alternativas mais saudáveis e ouvi-las dizer “eu dava miojo para meu filho, mas a partir de hoje não vou mais nem comprar”, isso é bom demais!!! De quebra, demos tchau para gelatina colorida cheia de sabor artificial, mesmo sabendo que aquela embalagem atrai demais nosso filho; aprendemos a fazer gelatina com nosso suco, na nossa medida, ao gosto do nosso freguês.

CursoPGM_004

Agradeço às mães que participaram ativamente de cada detalhe! Agradeço a super Natália, que me ajudou na cozinha nos três turnos, como se já nos conhecêssemos há anos, a Denilsa, a ajudante cheia de carisma. Agradeço ainda à Prefeitura de Paragominas pelo convite, à Secretária da SEMAS, Rose, às Coordenadoras, Aline, Elaise e Rose pelo carinho com que me receberam, e claro, ao Projeto Juquinha. Agora é com vocês! Vamos seguir transformando nossas vidas com boa comida e bom humor, que assim seja em 2015! Comida é amor.

CursoPGM_006

Para terminar, deixo a receita do molho de tomate. Feita com minha panela de pressão, que chamou a atenção de todas. Gente, o molho funciona na SUA panela, com certeza! Seja a sua panela mais simples, ou mais carinha (veja dica). Testa e me diz 😉

Beijos cheios de cultura, de troca, de amor!

Molho de Tomate Caseiro: uma panela, muitos nutrientes!

Por que fazer molho de tomate em casa? Porque é saudável e até mesmo mais em conta! O seu molho caseiro não vai ter tanto sal, não vai ter nada de açúcar refinado (muito usado nos molhos e extratos de tomate industriais) e não vai ter ter corante artificial. Além disso, o nosso molho não é feito só com tomate, ou seja, ele tem mais nutrientes. Então, vamos lá!

#utensílios:

  • Panela de pressão pequena ou média
  • Faca e tábua para cortar os legumes
  • Mixer de mão ou liquidificador
  • Colher para mexer

#ingredientes:

  • 500 g de tomate: cerca de 5 a 6 tomates médios, bem suculentos (já fiz com vários tipos de tomate e sempre funcionou!)
  • 1 cenoura média ou metade de uma grande
  • 2 dentes de alho grandes
  • 1/2 cebola média
  • 1 folha de louro
  • Opcional para cozinhar junto: 1/2 xícara de salsão ou 1/2 abobrinha ou 3 quadrados de abóbora ou talos de espinafre. No máximo dois opcionais, para não virar uma sopa de legumes!
  • Depois, para temperar: sal e pimenta do reino à gosto. orégano, azeite, manjericão, ou o que mais você gostar!
Esse molho foi batido direto na panela, não foi coado. Feito na minha casa. No curso, usamos liquidificador.
Esse molho foi batido direto na panela, não foi coado. Feito na minha casa. No curso, usamos liquidificador.

#preparo: 

  1. Após lavados e higienizados, corte os tomates e a meia cebola em quatro partes, corte as cenouras em rodelas pequenas e descasque s dentes de alho (não precisa espremer). Coloque todos os ingredientes na panela de pressão, junto com a folha de louro. Nada de água! Nadinha.
  2. Feche a panela de pressão e leve ao fogo médio. Depois que der pressão (normalmente a panela solta um apitinho), desligue e deixe a pressão sair naturalmente. Isso pode levar cerca de 10 minutinhos.
  3. Abra a panela, você vai ver que haverá bastante líquido dentro. Agora é só bater com o mixer, direto na panela, ou no liquidificador. Bata por cerca de um minutinho.
  4. Depois retorne o molho na panela para o fogo baixo, por cerca de 3 minutos para encorpar – ficar mais grosso. É nessa hora também que você poderá temperar o molho a seu gosto.
Molho congelado na minha casa. Antes de usar, deixo fora da geladeira para descongelar um pouco.
Molho congelado na minha casa. Antes de usar, deixo fora da geladeira para descongelar um pouco.

>>> Dica de preparo: congele o molho em potes menores para usar em outras situações. Eu prefiro congelar o molho antes de temperá-lo, assim, posso variar o sabor a cada uso. Ah! Eu não peneiro o molho e nem tiro a casca do tomate. Se quiser, pode fazê-lo!

>> Dicas de uso: como molho para pizza, base para molho com carne (bolonhesa), molho para cachorro-quente, molho para lasanha, molho para crepe, para comer com macarrão (espaguete, cabelinho de anjo ou outro de sua preferência). Use sua criatividade!

18 Comments Add yours

  1. Fabiana diz:

    Cath, o relato é lindo! Parabéns! Elas devem ter adorado o curso. Um grande beijo.

    1. cathvale diz:

      Obrigada, Fabi! Feliz que tenhas achado lindo ❤ Um beijo!

      1. Patricia Leite diz:

        Oi Catarina,
        Seu curso foi um sucesso entre as mães do Projeto Juquinha, todas animadas e motivadas a mudar a alimentação da garotada e, sambem de toda família.
        Eu já realizei todas as receitas, só falta a pizza.
        Obrigada por sua disposição, paciência e amor ao nos ensinar que podemos mudar hábitos antigos, basta informações e boa vontade.
        Esperamos tê-la de volta, em breve
        Obrigada de coração

      2. cathvale diz:

        Obrigada, Patricia! Feliz DEMAIS em saber que já fez as receitas 🙂 E espero em breve revê-la para mais uma troca dessa ❤
        Beijos!

    2. Rubens Magno Jr. diz:

      Parabéns pela iniciativa, Catarina.

      1. cathvale diz:

        Obrigada!!! (=

  2. Puxa vida, Cath! Parabéns pra ti e pra todas as moças. Que iniciativa bacana!!! Que perdure. Beijo

    1. cathvale diz:

      Obrigada, Naisha!!! Tomara mesmo que perdure ❤

  3. marizanatta diz:

    Cath, que iniciativa bacana!! Belo relato! =)

    1. cathvale diz:

      Obrigada, Mari ❤

  4. Mercia Cidrack diz:

    Adorei a receita Cath. E da próxima vez que vc vier aqui em casa vai ter molho de tomate caseiro feito por mim. 👍👏😋

    1. cathvale diz:

      Aeeeee! Que bom que esse post te motivou também, Mércia ❤ Esse molho é maravilhoso! Já comprei meus tomates para reabastecer meu freezer 😉 E qdo for aí, se quiser, fazemos juntas!
      Beijos! (=

  5. marizanatta diz:

    Cath!! Voltei aqui para revisar a receita do molho de tomate. Vou fazer amanhã. Wish me luck!

    1. cathvale diz:

      Mari, vai dar certo! Esse molho é muito fácil! Tens panela de pressão, né? Já sabe usar? Pronto! Molho feito 😀 Depois conta como ficou 😉

  6. Fabiana diz:

    Voltei para contar que NUNCA MAIS comprarei molho de tomate. NUNCA MAIS! Essa receita é espetacular! Parabéns e muito obrigada. Bj.

    1. cathvale diz:

      Viva!!!!

  7. Poxa, Cath, tinha perdido este post, que emocionante!
    Parabéns, gata!!!! Parabéns, mesmo!
    Beijos e que venham mais e mais cursos assim

    1. cathvale diz:

      Obrigada, Chris! Essa experiência me tocou muito mesmo ❤ Se tudo der certo, novas aventuras, em breve!
      Beijos!!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s